Quinta-feira, 11 de Maio de 2006

Aula prática de 3 de Maio de 2006

Aula prática de 3 de Maio de 2006

A visão interaccionista. O estudo de Howard S. Becker: “Outsiders”

Ver este texto:

http://home.earthlink.net/~hsbecker/danishintro.htm

Howard S, Becker
San Francisco
February, 2005
An Introduction to the Danish edition of Outsiders 
(to be published by Hans Reitzel Publishers in 2005)
Ver igualmente:
http://home.earthlink.net/~hsbecker/qa.html
Howard S. Becker, "The Epistemology of Qualitative Research" [From Richard Jessor, Anne Colby, and Richard Schweder, eds., Essays on Ethnography and Human Development (Chicago: University of Chicago Press, forthcoming ).]
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Para ter um exemplo de um estudo sociológico sobre jovens portugueses utilizando a metodologia de Becker consultar este site:

http://www.oi.acime.gov.pt/docs/Col_Teses/1_HMS.pdf

Hugo Martinez de Seabra, Delinquência a preto e branco: estudo de jovens em reinserção,  Lisboa, ACIME, 2005.

Dissertação de Mestrado em Economia e Sociologia Históricas. Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. Universidade Nova de Lisboa

E-mail do autor: hugo.seabra@numena.org.pt

Ver estas citações de H. S. Becker retiradas deste livro:
Becker (1985) no capítulo 9 da obra Outsiders, relativo ao estudo do desvio, acentua a necessidade de dedicar bastante tempo a investigações deste tipo.
 
 “Poucos são aqueles que descrevem em detalhe as actividades quotidianas do jovem delinquente, o que ele pensa de si mesmo, das suas actividades e da sociedade. Assim, quando construímos teorias sobre a delinquência juvenil, somos conduzidos a inferir o tipo de vida do delinquente a partir de estudos parcelares e de peças jornalísticas, sem poder basear as nossas teorias sobre um conhecimento adequado dos fenómenos que nos propo­mos explicar.” (Becker, 1985: 189-190)
“Não é fácil estudar os desviantes, uma vez que estes são tidos como estran­geiros pelo resto da sociedade, e eles próprios têm tendência a considerar que o resto da sociedade lhes é estrangeira, o investigador que pretende descobrir os fenómenos do desvio deve ultrapassar difíceis obstáculos an­tes de ser admitido a ver o que pretende ver.” (H. S. Becker, 1985:191)
 
“... o processo necessário para ganhar a confiança daqueles que estudamos pode ser bastante custoso em tempo, e meses podem passar frustrados na procura de uma entrada. Este tipo de investigação necessita assim de mais tempo que as investigações comparáveis conduzidas em instituições respeitáveis.” (H. S. Becker, 1985:194)
 
“... os fenómenos morais que estão implicados no estudo do desvio são mais difíceis de identificar. Esta questão constitui um aspecto de um pro­blema mais geral, aquele relativo a qual o ponto de vista que o investi­gador deve adoptar quando frente-a-frente com o seu sujeito de estudo, qual o julgamento que ele traz consigo sobre algo que é convencional­mente tido como negativo e as simpatias que ele terá relativamente a esta ou aquela categoria. Estes problemas põem-se, naturalmente, no estudo de qualquer fenómeno.” (H. S. Becker, 1985: 194)
 
«Se queremos realmente estudar nos seus am­bientes naturais (...) os desviantes que violam as leis, devemos tomar a decisão moral de também nós violarmos leis. Não é necessário agir por «observação participante» e cometermos nós também o tipo de acto des­viante estudado, mas é necessário ser testemunha de tais actos ou deter conhecimento destes e não os participar..» (Ned Polsky citado por H. S. Becker, 1985: p.199).
in Howard S. Becker, Outsiders. Etudes de sociologie de la deviance, Paris, Editions A. M. Métailié, 1985.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Ver um trabalho em sociologia sobre o grupo dos "góticos" em:
José Carlos Bento de Carvalho e Nuno Miguel Nunes Dionísio,
Goth – O Ultra-Romantismo Juvenil em Lisboa: um estilo de vida alternativo, Lisboa, Universidade Autónoma de Lisboa, Departamento de Ciências Humanas, Curso de Sociologia , 1999.

*Janeiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

*Entradas recentes

* Como é que as pessoas sub...

* Uma definição viável de M...

* Dicas para o teste

* Como escrever o trabalho ...

* password para a BB

* Resultados da avaliação d...

* Regras do exame de recurs...

* Atendimento extraordinári...

* Resultados da avaliação d...

* Data de afixação dos resu...

* Questão sobre o exame do ...

* Livros usados baratos na ...

* Exames: controlar a ansie...

* Data limite de entrega do...

* Prazos de inscrição nas c...

* A tristeza é anticientífi...

* Texto para o EXAME. Para ...

* O que é o método quantita...

* Como será o exame? Alguma...

* Aula Teórica de 30 de Mai...

*Arquivos

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Julho 2006

* Junho 2006

* Maio 2006

* Abril 2006

* Março 2006

* Fevereiro 2006

* Janeiro 2006

* Dezembro 2005

* Novembro 2005

* Outubro 2005

* Julho 2005

* Junho 2005

* Maio 2005

* Abril 2005

* Março 2005

* Janeiro 2005

* Dezembro 2004

* Novembro 2004

* Outubro 2004

* Agosto 2004

* Julho 2004

* Junho 2004

* Maio 2004

* Abril 2004

* Março 2004

* Fevereiro 2004

* Janeiro 2004

* Dezembro 2003

*Arquivos

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Julho 2006

* Junho 2006

* Maio 2006

* Abril 2006

* Março 2006

* Fevereiro 2006

* Janeiro 2006

* Dezembro 2005

* Novembro 2005

* Outubro 2005

* Julho 2005

* Junho 2005

* Maio 2005

* Abril 2005

* Março 2005

* Janeiro 2005

* Dezembro 2004

* Novembro 2004

* Outubro 2004

* Agosto 2004

* Julho 2004

* Junho 2004

* Maio 2004

* Abril 2004

* Março 2004

* Fevereiro 2004

* Janeiro 2004

* Dezembro 2003

*Ligações na web

*subscrever feeds

*Amazon usa

*Amazon uk

*Amazon fr

*Grupo da Teoria sociológica do Actor-rede

Clique aqui para aderir ao grupo yahoo da Teoria do Actor-Rede 'actor-network-theory'

Grupo yahoo 'Teoria do Actor-Rede' (Actor-Network Theory)

*Combata o SPAM!

Ajude a Combater o Spam! Clique aqui!

*Rizomando...

Rizomando...Clique aqui!