Terça-feira, 16 de Novembro de 2004

Aulas teórica de 15 de Novembro de 2004


 


•      Universidade do Minho


•      Curso de Sociologia – 1ºano – Metodologia das ciências sociais – Docente: José Pinheiro Neves


•      Resumos das aulas teóricas de 15 de Novembro de 2004 (2ªs, 16-18h - A4 – Comp. 1).


•      Aula de 15/11/2004


 


•      Nesta aula iremos ver duas formas de responder à questão:


•     O que é a ciência?


•      1 – O ponto de vista do fundador do método científico Francis Bacon;


•      2 – O ponto de vista de um filósofo que despertou Kant do seu sono dogmático: David Hume


•      3 - Conclusão.


  



 


•    1º – o ponto de vista de Francis Bacon


•      Francis Bacon, filósofo inglês, 1561-1626


 


•      No seu livro “A nova lógica”, Bacon procura caracterizar uma estratégia metodológica alternativa à lógica aristotélica até então largamente aceite. (... )[que passa por] distinguir duas vertentes da compreensão da natureza: a interpretação e a antecipadora.


 


•      Vida


•      Francis Bacon nasceu no dia 22 de Janeiro de 1561 na York House, Londres. A mãe era linguista e teóloga, e não tinha dificuldade em se corresponder em grego com bispos. Tornou-se instrutora do filho e não poupou esforços para que ele tivesse instrução. Bacon frequentou a Universidade de Cambridge, e viveu também em Paris. Começou a sua carreira de homem político e jurista, antes sob a rainha Isabel, e, depois, sob Jaime I, subindo até aos mais altos cargos: advogado geral em 1613, membro do Conselho particular em 1616, chanceler do reino em 1618. Foi agraciado por Jaime I com os títulos de Barão de Verulamo e Visconde de S. Albano.


 


 


 


•      Entretanto foi acusado de concussão [desvio de dinheiros praticado por funcionário público] e condenado pelo Parlamento a uma multa avultada. Perdoado pelo rei, retirou-se para as suas terras, dedicando-se inteiramente aos estudos. Faleceu em 1626.


 


•       P. 2


 


•      A antecipação move-se entre coisas e acontecimentos particulares e princípios absolutamente gerais. .. satisfaz-se com a indicação dos axiomas intermédios que permitem passar dos princípios ao mundo das coisas e vice-versa.


 


•      P. 3


 


 


•      Pelo contrário, a interpretação  aposta antes no movimento gradual mas constante que, metodicamente enquadrado, permite chegar aos princípios a partir das coisas e dos acontecimentos particulares. (...)


 


•       P.  4


•      Como é que chegou a esta ideia que será a base do nosso conhecido método científico?


 


 


•      Estranhamente, vou defender uma tese que coloca em causa esta ideia feita. Talvez Bacon tenha sugerido uma outra coisa DIFERENTE do método científico actual.


 


 


•      1º Bacon insere-se no debate filosófico da época. Sugere que se entre em ruptura com Aristóteles. Como?


 


•        P. 5


 


•      Bacon partiu de Aristóteles na quádrupla doutrina causal. Aristóteles falava de causa material, de causa eficiente, de causa formal e causa final, como das quatro pré condições necessárias para a existência ou compreensão de qualquer coisa.


•      Por exemplo, numa estátua a causa material é o mármore; a causa eficiente seria o escultor; a causa formal seria a forma que fez aquele que moldou o mármore, e a causa final seria a razão pela qual fez a estátua.


 


•        P.  6


 


•      Bacon recusava este emprego das causas finais na filosofia natural. Não considerava útil perguntar para quê as coisas são como são [final]. Contudo retia as outras três causas, como seria de esperar, mas dando-lhes uma volta.


•      O objectivo de Bacon (…) era sobre induzir novas naturezas num dado corpo. Para fazer isso, era necessário ter um conhecimento das causas. Mas é possível colocar esse conhecimento e poder a dois níveis. Se, por exemplo, se sabe como tornar incorruptível o cristal e inoxidável o ferro, então conhecer-se-á tanto as causa materiais como as eficientes  nos dois casos. As causas materiais seriam o cristal e o ferro, e as causas eficientes seriam o procedimento técnico que o tornava incorruptível e inoxidável, respectivamente. Isso seria o conhecimento ao nível inferior.


 


•       P. 7


•      "Um homem que conheça as causa eficientes e materiais — disse Bacon — poderá misturar ou separar ou reajustar ou melhorar coisas já descobertas. Poderá inclusive fazer novas descobertas num material similar e preparado. Mas não poderá deslocar as linhas de união das coisas fixadas solidamente".


•      Este nível inferior do conhecimento constitui o domínio da experientia literata (…) [antecipações da natureza].


 


•       P.  8


 


•      Mas para Bacon isto não era suficiente. Como sabemos, ambicionava uma extensão do poder e do conhecimento humanos mais revolucionária. (…) Deveria ser possível, não só fazer que o ferro seja inoxidável, mas também evitar que qualquer substância tivesse tendência a detiorar-se ao ser exposta. Isto implicava conhecer, não só as causa material e eficiente, mas também a causa formal. Conhecer-se-ia  a forma da permanência na sua natureza especial".


 


 


 


 


•      Vejamos o exemplo da sua investigação sobre o calor a partir do que diziam os gregos clássicos.


 


 


•      "O próprio Bacon dirigiu umas investigações sobre a natureza do calor. (…) … as noções fundamentais correntes na filosofia natural haviam sido elaboradas pelos antigos a partir do conhecimento superficial dos factos. Ele designava o método indutivo dos gregos como sendo de Enumeração Simples. Podemos explicá-lo através do que os gregos diziam do calor e do frio. Analisavam eles as coisas existentes, considerando quatro elementos: a Terra, a Água, o Ar e o Fogo. Dois destes eram quentes por natureza: O ar e o Fogo; dois eram frios: a Terra e a Água e tudo era metido por força nesta classificação superficial. (…)


 


•        P.  11


•      O problema de Bacon era como abrir caminho em direcção a algo mais fundamental. Insistia em que a nova indução  devia cobrir um campo muito mais amplo de factos e que devia trabalhar a informação obtida mediante um novo método que ele designava por método das exclusões.


 


•         P. 12


 


•      "Começando as suas investigações, Bacon lança primeiro quase à sorte um grande número de exemplos que têm como denominador comum a presença do calor. (...) A isto chamava uma Tabela de Essência e Presença, e confiava em que o número e a variedade das suas observações pudessem ser útil. (...) Por essência e presença entendia que tanto a causa profunda do calor como o fenómeno perceptível do calor estão presentes em cada caso" [127].


 


•      Em seguida produziu uma outra tabela em que fala dos casos que, em condições semelhantes, não têm calor; A Tabela do desvio ou ausência em proximidade.


 


 


 


•      "A ideia básica era isolar o objecto de investigação falando de exemplos  como aqueles em que o calor havia estado presente mas que se distinguiam de eles pela ausência de calor. (..) A luz do Sol aparecia como o primeiro exemplo de calor. A luz da Lua  tinha em comum com a luz do Sol que ambas procedem de uma fonte celestial, mas parece carecer de calor. Isto pode ser importante. Bacon chamava a isto um exemplo negativo, e continua em busca de exemplos negativos.


 


•      Não poderia encontrar nenhum exemplo seguro de chama que carecesse de calor, mas menciona o ignis fatuus  e o Fogo de São Telmo (fosforescência[1] no mar), e sugere que se investigue mais estes caos. Também não pode encontrar nenhum exemplo de substância que não se aqueça por fricção, ou de animal que não seja quente.
[1] “fosforescência; substantivo feminino; Física: propriedade que têm certos corpos sólidos de emitir radiações luminosas depois de terem sido expostos à acção da luz, especialmente ultravioleta; fenómeno luminoso que se observa em certas zonas oceânicas, devido à quantidade de animais fosforescentes à superfície”, in Dicionário de Língua Portuguesa, Porto Editora


 


•      Passa por um longo processo, em suma, por um novo exame dos fenómenos naturais , sugerido pelos vinte e sete exemplos positivos nos quais encontrou que estava presente o calor, e encaminhado a encontrar condições semelhantes nas em que estivera ausente o calor. (..) na Tabela do desvio ou ausência em proximidade".


 


•      "Na continuação passou a elaborar uma tabela das variações no grau do calor, tanto no mesmo corpo em tempos diferentes, como num corpo em comparação com outro. Este procedimento (...) leva a uma Tabela dos graus ou Tabela das comparações. Armado com estas tabelas, procede ao labor da Indução mediante o método das Exclusões. (...) Podemos dar uma ideia aproximada de como funcionava este método. Entendia por Exclusão, a recusa de uma teoria falsa.


 


•      De este modo, poderíamos perguntar: é o calor unicamente um fenómeno celeste? Não; os fogos na terra são quentes. É então um fenómeno apenas terrestre? Não, o sol é quente. São quentes todos os corpos celestes? Não, a lua é fria.. Depende o calor da presença num corpo quente de alguma parte constitutiva, como o antigo elemento do Fogo? Não, qualquer corpo se pode tornar quente por fricção. Depende o calor da textura do corpo? Não; um corpo com qualquer textura pode ser aquecido. E assim sucessivamente ". [128]


 


Depois muitas observações, tratava-se de formular uma solução provisória com uma hipótese não como uma antecipação (caso dos gregos) mas com um Começo de interpretação: " "O calor é um movimento de partículas menores dos corpos, nas quais se reprime uma tendência a separar-se. Isto desde logo, supõe um avanço revolucionário em relação à antiga doutrina grega". [129]


 


•      "Uma vez dadas as suas tabelas, ilustrado o seu método de exclusões (...) Bacon fornece em seguida uma lista de nove ajudas adicionais ao intelecto (...). Exemplos privilegiados; apoios à indução; rectificação da indução; variar a investigação segundo a natureza do sujeito; o que deveria ser investigado em primeiro ou último lugar; limites da investigação; Aplicação à prática; Preparações para a investigação; e, por fim, a Escala de Axiomas Ascendente e Descendente [129].


 


•      Destas nove ajudas, maneja só a primeira (...). As outras oito foram sacrificadas à sua decisão de abandonar a lógica e dedicar-se à secção seguinte de The Great Instauration" [129-140] e à escrita de romances de ficção científica (sobre a Atlântida)



 


•      Em seguida, iremos ver uma outra forma de responder à questão:


•     O que é a ciência?


 


•      2 – o ponto de vista de um filósofo que despertou Kant do seu sono dogmático: David Hume


 


 


•      "David Hume morreu aos sessenta e cinco anos, em 2 de Agosto de 1776. Conta-nos o seu melhor biógrafo, Ernest Mossner, que ao passar o seu funeral alguém na rua comentou: "Ora, era um ateu". Ao que outro respondeu:"Não importa, era um homem honesto". E, de facto, não têm conta os testemunhos acerca da sua impecável figura humana" (J. P. Monteiro, 1984: 12).


 


•      Iremos ver exemplos concretos da análise de Hume, a partir de Newton (o seu modelo de ciência). Pretende-se fundamentalmente tornar claro o projecto de Hume: que a actividade científica não se reduz à observação, à primazia do indutivo.


Haverá razões para afirmar que Hume, no textos em que caracteriza a sua ciência do homem, ou nos seus comentários gerais acerca da ciência, nos faz esperar que a sua prática científica seja conforme a um modelo observacionalista?


 


•      Procurarei mostrar que ele não faz nada disso e que, muito pelo contrário, sempre que se refere à ciência, ou à ciência em geral (com a excepção, naturalmente das ciências formais [matemática]), o que ele realmente nos faz esperar é precisamente o que efectivamente faz na sua ciência, ou seja, a invenção de hipóteses acerca de inobserváveis — os princípios, ou qualidades, ou poderes inobserváveis da natureza humana" [42].


 


•    "Ao inferirmos alguma causa particular a partir de um efeito, devemos proporcionar uma ao outro, e jamais nos deve ser permitido atribuir à causa quaisquer qualidades, a não ser as que são rigorosamente suficientes para produzir o efeito.


 


•      Um corpo de dez onças erguido em qualquer balança serve de prova de que o contrapeso excede dez onças, mas nunca pode fornecer uma razão de que ele exceda uma centena. Se a causa, para algum efeito, não for suficiente para o produzir, devemos ou rejeitar essa causa, ou acrescentar-lhe qualidades tais que lhe dêem uma justa proporção que lhe dêem uma justa proporção ao efeito.


Mas, se lhe atribuirmos mais qualidades ou afirmarmos que ela é capaz de produzir outros efeitos, podemos apenas conceder a permissão de conjecturas e supor arbitrariamente a existência de qualidades e energias, sem razão ou autoridade"

[in David Hume, Investigação sobre o Entendimento Humano, Lisboa, Edições 70, 1985, p. 132 ]






Assim para ele, em relação a "um objecto  ou a um acontecimento natural, toda  a nossa capacidade e toda a nossa penetração são incapazes, sem experiência, de descobrir, ou mesmo de conjecturar, que acontecimento resultará deles, ou a levar as nossas previsões para lá do objecto imediatamente presente à memória e aos sentidos.



Mesmo depois de um caso ou de uma experiência única, em que tenhamos observado que um acontecimento se segue a outro, não estamos autorizados a formar uma regra geral ou a prever o que acontecerá em casos análogos; porque se considerará correctamente como uma temeridade imperdoável julgar todo o curso da natureza por uma experiência isolada, ainda que precisa, ou certa.


Mas quando uma particular espécie de acontecimentos aparece sempre, em todos os casos, conjuntamente com uma outra, não hesitamos muito tempo para prever uma a partir do aparecimento da outra, e para utilizar este raciocínio que é o único que nos pode dar a certeza sobre uma questão de facto ou de existência.  Chamamos então um dos objectos causa e o outro efeito"



David Hume, Enquête sur l'entendement humain (1748), Trad. Francesa, Paris, Aubier Montaigne, 1969, p. 122, citado por Carrilho).





O PROBLEMA DE HUME




“A passagem dos casos particulares observados à expectativa de ocorrências futuras similares — e, portanto, à formulação de um enunciado geral — é um fenómeno que decorre simplesmente do hábito e das crenças que ele suscita, e que não é susceptível de qualquer fundamentação lógica”.  [20]






Um exemplo concreto da prática da ciência daquela época e da posição de HUME



A hipótese da gravidade




Hume refere-se à gravidade newtoniana em três textos. Num deles esse conceito é discutido juntamente com o da inércia:






 


1)                  "Constatamos através da experiência que um corpo em repouso ou em movimento permanece sempre no seu presente estado, até deste ser tirado por alguma nova causa, e que um corpo impelido tira tanto movimento do corpo impulsor como o que ele próprio adquire. Quando chamamos a isto vis inertiae, apenas assinalamos estes factos, sem pretendermos ter qualquer ideia de um poder inerte; do mesmo modo que, quando falamos de gravidade, indicamos certos efeitos, sem abranger esse poder activo".





Noutro texto da mesma obra , a gravidade é apresentada em paralelo com outros princípios naturais:
2)         "A elasticidade, a gravidade, a coesão das partes, a comunicação por impulso; são estas  provavelmente as causas e os princípios últimos que jamais descobriremos na natureza: e poderemos considerar-nos suficientemente felizes se, mediante rigorosa investigação e raciocínio, conseguirmos subir dos fenómenos particulares até,                               ou quase até,    esses princípios gerais" .


 


 


O terceiro texto é do Tratado da natureza humana e, nele, Hume apresenta os casos  em que o conhecimento se dá sem referência directa à experiência passada:
3)         "Podemos em geral observar que em todas as mais fixas e uniformes conjunções de causa e efeitos, como as da gravidade, do impulso, da solidez, etc., o espírito nunca dirige expressamente a sua atenção para qualquer experiência passada" [69].


 


Resumindo…

"Se examinarmos com atenção estes textos, veremos que é difícil, numa primeira observação, encontrar neles uma concepção única e clara da gravidade.
Porque no primeiro diz-se que ela é um efeito, ou efeitos; no segundo, ela aparece como uma causa; e no terceiro ela surge como uma conjunção de causas e efeitos". [69]





"Poderia parecer que os três textos correspondem a três distintas concepções de ciência" [70].
1 - Observacionalismo - forma extrema de positivismo



2 - anti-causalista - relações funcionais entre eventos [Russell]



3 - explicação - adoptada pelos criadores da ciência moderna.





"O estatuto epistemológico da gravidade, nos textos de Hume, aparece como um enigma. Para nos aproximarmos de algo parecido como uma decifração, torna-se necessário examinar mais profundamente a sua filosofia" [73]


"O significado de um termo não é o objecto por ele referido: este é apenas o seu referente. O termo "cadeira", por exemplo tem como referente o objecto que habitualmente designamos por esse nome, mas o seu significado não "é" esse objecto" [84].


Pergunta: "em que termos ela [esta distinção] pode ser aplicada ao problema humeano da gravidade?


Este termo tem como referente uma força inobservável, que é postulada como causa de uma série de fenómenos. Neste sentido, dizer que a gravidade é uma causa ou princípio geral é dizer que o seu referente é uma certa força de atracção, a qual assume, no interior da teoria, o papel explicativo de um princípio causal, e cuja existência real a teoria nos convida a aceitar.


 Da perspectiva referencial é irrelevante  a diferença entre uma causa inobservável como esta e uma causa observável.



O termo "fogo" refere o objecto observável que descobrimos, por inferência causal, ser a causa do calor, e o termo "gravidade" refere a causa inobservável que a nossa teoria descobriu ser a causa do movimento dos planetas e de outros fenómenos — sem que o segundo caso seja, em nada, menos legítimo do que o primeiro.


 


Mas do ponto de vista do significado há diferenças. (…)" [84].
Os termos teóricos distinguem-se dos termos observáveis na medida em que se referem a inobserváveis, e em que a justificação para se postular esses inobserváveis é que a existência destes é a melhor explicação possível para uma dada ordem de fenómenos

""Gravidade", tal como hábito, é um termo teórico.





 


Qual o significado deste termo teórico? …é empírico. (…) indicar o significado empírico de um termo teórico como gravidade consistirá em apontar para os efeitos (..) que são instrumentos dessa comprovação" [85].






1)                  ” do mesmo modo que, quando falamos de gravidade, indicamos certos efeitos, sem abranger esse poder activo".




2) “… e poderemos considerar-nos suficientemente felizes se, mediante rigorosa investigação e raciocínio, conseguirmos subir dos fenómenos particulares até, ou quase até, esses princípios gerias"




 


"Mas o acordo profundo [entre os textos 1 e 2] relaciona-se (..) com a [seguinte] concepção da ciência (…): (..) como explicação causal, usando termos teóricos como princípios gerais capazes de dar conta dos fenómenos visíveis" [86].




Será que isso é assim tão claro?



Voltemos agora ao texto 3 de Hume





"Este [terceiro texto] situa-se no nível da observação vulgar, não científica [refere-se à constatação vulgar  de que os graves caiem para a terra  — com a única diferença que aqui se trata de uma disposição observável dos corpos, e não de uma conjunção], e não se justifica qualquer suspeita de que ele, como poderia parecer, seja caudatário de ciência (…).


Não se trata de ver na gravidade apenas uma relação funcional, trata-se simplesmente (…) de dar um exemplo entre outros de uma conjunção entre causa e feitos observáveis que é familiar a todos (…) [88-89].



 


•      3 - Conclusão




A filosofia da natureza era ainda, tal como no tempo de Bacon, o equivalente da ciência moderna: os filósofos eram cientistas, ou então, como no caso de Hume, inspiravam-se na prática da cientistas com os quais tinham relações de proximidade — Newton.





Este contexto explica algumas contradições, a ambição gestaltica,  ainda — e felizmente — tipicamente renascentista, de não só conhecer mas melhorar, transformar o mundo Hume, tal como  parte Bacon, defendia um naturalismo muito próximo do ecologismo actual.



Um naturalismo "que encara o homem como parte integrante da natureza, e encontra nas forças e nos processos naturais a raiz da natureza humana, da capacidade de conhecer e da direcção dos desejos do homem. Numa recusa de todo o dualismo, o da alma e do corpo, ou o da acção e da natureza”.





A ambição de Hume era global: como conhecer e entender não só a natureza mas também os seres humanos, não no sentido de uma epistemologia rigorosa típica do positivismo posterior mas numa ética humanista (ver o texto sobre David Hume no livro Sociologia, do ISEG).



Este contexto também está presente numa certa ambiguidade, e nalgumas contradições presentes no uso que faz de termos como causa e efeito (ver os seus exemplos de leis de fenómenos físicos estudados por Newton como a gravidade terrestre, a atracção entres os corpos, etc.).



Bibliografia principal:


 


Carrilho, Manuel Maria, A filosofia das ciências. De Bacon a Feyerabend, Lisboa, Editorial Presença, 1994.


Farrington, Benjamin, Francis Bacon. Filósofo de la revolución industrial, Madrid, Ed. Endymion, 1971.


Hume, David, Investigação sobre o Entendimento Humano, Lisboa, Edições 70, 1985.


Monteiro, João Paulo, Hume e a Epistemologia, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1984.


 


 


 


 


 

2 comentários:
De Anónimo a 21 de Novembro de 2004 às 20:50
O blogue tá muito bem, professor, mas não dá pa alterar o formato da letra ou assim? Porque eu tentei fazer copy-paste para o word e correu mal...

obrigadoJoão Martinho
(http://voandoaderiva.blogspot.com)
(mailto:joao.martinho@sapo.pt)
De Anónimo a 16 de Novembro de 2004 às 15:02
Zé. Isto istá E.S.P.E.C.T.A.C.U.L.A.R.. UMA DICA PARA TI: Incentiva e ajuda outros colegas teus a fazerem Blogs que, SE 5 OU 6, FIZEREM O MESMO QUE TU, dá 1 e recebes 5 ou 6. ? Capiche?! E agora, ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Vê no final quem te envia isto em “ENVIADO POR” e DIVULGA A MENSAGEM DOS 6.100 na tua FREGUESIA: ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- PARABÉNS PELA TUA EXISTÊNCIA e BOA SORTE se fores uma Pessoa IGUAL (=) OU MAIOR QUE (>) NORMAL. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- E uma OFERTA para ti: --------- “SUBSÍDIOS ESCOLARES e BOLSAS DE ESTUDO”, ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- ou melhor, “SUBSÍDIOS ESCOLARES, nas Escolas Públicas e “Privadas” e BOLSAS DE ESTUDO nas Universidades e Institutos Politécnicos, Públicas e “Privadas” e CATÓLICAS (ditas de …).”, ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- VER EM: “Oh ALUNOS Portugueses ... III”, ABRIL, dia 30, em http://eunaodesisto.blogs.sapo.pt (http://eunaodesisto.blogs.sapo.pt) . DIVULGA. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Se fores MENOR QUE (<) normal, boa morte. É justo. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ ÚLTIMA HORA (30.10.04):…. Aluno Universitário MORTO DURANTE AS PRAXES!?.... “jovem aluno de Arquitectura foi ESPANCADO ATÉ À MORTE, por razões …. ”; ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- “Pergunta-se: será que ninguém, das REITORIA (EU: Reitores, Vices-Reitores, Presidentes de Escola, Directores de Cursos, Associações de Estudantes, etc, deviam comer com PROCESSOS CRIME) ao Governo, será capaz de colocar um ponto final na livre actuação desta gente que pouco mais merece do que o epíteto de javardos?” in “As riquezas da nação”, Público OnLine, 30.10.04, http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1207134 (http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1207134) --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Sabem quem é que FEZ 1 ANINHO DE VIDA no dia 13,14 de Setembro de 2oo4 ? ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ ? Não sabem !? ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Foi a JOVEM DEMOCRACIA Portuguesa ! -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Ver: “A Jovem Democracia Portuguesa faz hoje 1 aninho de Vida. Parabéns pequenita.”, dia 13 de Setembro de 2oo4, no Blog “Eu Não Desisto”, http://eunaodesisto.blogs.sapo.pt (http://eunaodesisto.blogs.sapo.pt) . ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- E HOUVE ALGUÉM, que --- JÁ LHE DEU UMA GRANDE PRENDA!! --- Ver: “Agrupamento Vertical das Escolas de Rebordosa (Paredes).” in http://ultimahoraaver.blogs.sapo.pt (http://ultimahoraaver.blogs.sapo.pt) ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ Quem dera que TODAS AS ESCOLAS DO PAÍS, lhe desse uma PRENDA DESTAS. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- ? Sabem que há DOIS ILUSTRES PORTUGUESES, JOSÉ SARAMAGO (Escritor e Prémio Nobel) e JORGE SAMPAIO (Presidente da República Portuguesa, que só pode estar no cargo 10 anos, enquanto que o outro Presidente, o Alberto João Jardim da Madeira pode lá estar 48 anos) ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- que querem que o PRIMEIRO REI DE PORTUGAL, o Dom Afonso Henriques, RESSUSCITE (!?!?!) para COMEÇAR TUDO DE NOVO (!?!?!?!) ? ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Ver: “SARAMAGO e SAMPAIO GOSTAVAM DE RESSUSCITAR PRIMEIRO REI”, 13.10.04 in http://tsf.sapo.pt/online/portugal/interior.asp?id_artigo=TSF154993 (http://tsf.sapo.pt/online/portugal/interior.asp?id_artigo=TSF154993) -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- !?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?! ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Coitados. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- NÃO DEVEM SABER DO NASCIMENTO DA PEQUENITA Jovem Democracia Portuguesa no dia 13,14 de Setembro de 2oo3 ( 30 anos depois de 1973 )!!!!!!!!!!!!!!!. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Alguém que lhes diga. E LEMBREM-LOS QUE, num ano, é UM BOCADINHO DIFÍCIL, mas não impossível, VENCER 900 ANOS (novecentos) de PARASITISMO. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Que tenham um BOCADINHO DE PACIÊNCIA, que isto vai. DEVAGAR, MAS VAI! ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Por exemplo. ESTA VALE OURO. Outra Vez: ESTA VALE OURO. "Limpeza de ficheiros na saúde detecta 400 MIL (400.000) FALSOS UTENTES" in http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1206833&idCanal=62 (http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1206833&idCanal=62) ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ E esta FRESQUINHA (8.11.04): “Em 2003 e 2004 ---------- FORAM DETIDAS MAIS pessoas do QUE ----------EM DÉCADAS” disse …… -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- o Sr PAULO MACEDO, Director-Geral de IMPOSTOS in “O Homem das Cobranças Difíceis”, página 21 e 26, da Revista NOTÍCIAS MAGAZINE (do Jornal de Notícias e do Jornal Diário de Notícias) de 7.NoV.04, ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- José da Silva Maurício ------------------------- mauricio_102@sapo.pt --------------------------- http://eunaodesisto.blogs.sapo.pt (http://eunaodesisto.blogs.sapo.pt) ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Ah. JÁ ME ESQUECIA! --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- ALGUMAS PRENDAS ( entre MILHARES ) que a Sociedade Civil LHE PODE DAR: ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 1 – TERMINAR AS PRAXES ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- nas Universidades e Institutos Politécnicos PÚBLICOS e NÃO PÚBLICOS. É que há muitos Praxadores (são 70% dos que PraXam) que SÃO AUTÊNTICOS CRIMINOSOS/AS e ninguém controla esses Fi-Lhos-Da-Puta. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 2 – LIBERTAREM DOIS (2) dos maiores ESCRAVOS nacionais HÁ 28 anos: ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- MESQUITA MACHADO, do PS - Partido Socialista - , Presidente da sua Câmara Municipal de BRAGA, há 28 (?!?!?!) anos, ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- e ALBERTO JOÃO JARDIM, do PSD – Partido Social Democrata -, Presidente do Governo Regional da sua MADEIRA, há 28 (?!?!?!) anos. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- QUEBRA-CABEÇAS: ……. Regra de 3 SIMPLES: ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Se a MADEIRA, com 230.000 (duzentos e trinta mil) ELEITORES, tem ( 68 + 5 ) = 73 DEPUTADOS, ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- e o CONTINENTE (sem Madeira e sem Açores) tem 8.500.000 (oito milhões e quinhentos mil) ELEITORES, quantos DEPUTADOS DEVIA TER O CONTINENTE ? --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Nota: Nos AÇORES é 190.000 (cento e noventa mil) ELEITORES e (52 + 5) = 57 Deputados. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 3 – E agora a MUITO MUITO MUITO IMPORTANTE porque, entre muitíssimas vantagens para a Sociedade, ELES SÃO …. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- ““as Juntas de Freguesia são O PRIMEIRO PILAR DA GOVERNAÇÃO do país”” ---------------- O RESTO SÃO CANTIGAS "DO BANDIDO" ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ “Não podemos esquecer que as Juntas de Freguesia SÃO A PRIMEIRA PORTA ONDE OS CIDADÃOS VÃO BATER QUANDO TÊM problemas concretos para resolver ou reivindicações a apresentar. …… “--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Ver: “Governante apela à cooperação entre Juntas e Câmaras”, Jornal Correio do Minho, 19.10.04 ou em http://www.correiodominho.com/noticia.ler.php?SD=24&IDTema=7&ID=20776 (http://www.correiodominho.com/noticia.ler.php?SD=24&IDTema=7&ID=20776) ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ UFA!!! UFA!! UFA!! Vá lá que este Governante ABRIU OS ÓLHOS trinta (30) anos depois do 25 de Abril de 74. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- TOP SECRET: Assim CAMINHAMOS A PASSOS LARGOS PARA CALAR os Milhares e Milhares de PSEUDO-Intelectuais (Vulgo: ALDRABÕES e HIPÓCRITAS) que existem em Portugal. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Depois É FACÍLIMO TRABALHAR BEM. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ CURIOSIDADE: A minha Junta de Freguesia É UM E.S.P.E.C.T.Á.C.U.L.O. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 1 – Tem um NOME PEQUENINO – 4 (quatro) caracteres - (PRODUTIVIDADE muito maior, DESPESA INÚTIL muitíssimo menor, COMUNICAÇÃO ENTRE AS PESSOAS muitíssimo melhor), etc, etc, --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 2 – Tem LIVRO DE VISITAS e tem BALCÃO VIRTUAL. ------- Confirmar em: http://www.anafre.pt/ (http://www.anafre.pt/) , Lisboa, Lisboa, Freguesias, Freguesia de: PENA. ------------------------------------------------------------------------------------------ Ou em: http://www.anafre.pt/template/frames.php?intNivelID=3226 (http://www.anafre.pt/template/frames.php?intNivelID=3226) . -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Agora COMPAREM-NA COM Junta de Freguesia de: Nossa_Senhora_do_CASTELO_e_S~ao_Miguel ( 37 caracteres !?!?!?!?!) (Torres Vedras). ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ http://www.anafre.pt/template/frames.php?intNivelID=3354 (http://www.anafre.pt/template/frames.php?intNivelID=3354) . ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Depois de compararem E PERCEBEREM A “QUESTÃO”, O QUE CONCLUEM quanto AO NOSSO PAÍS SER ATRASADÍSSIMO (em tudo ÚTIL) em relação à MÉDIA DA União Europeia !? ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- E a MENSAGEM A DIVULGAR É (Nota: Divulgar isto é 1.000 vezes mais fácil do que Emprestar SANGUE e / ou Emprestar MEDULA): ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------








ORDENADO de 6.100 EUROS mês, "CIMA-DA-MESA", para Presidentes de JUNTA, Tesoureiros e Secretários.
(http://eunaodesisto.blogs.sapo.pt)
(mailto:mauricio_102@sapo.pt)

Comentar esta entrada

*Janeiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

*Entradas recentes

* Como é que as pessoas sub...

* Uma definição viável de M...

* Dicas para o teste

* Como escrever o trabalho ...

* password para a BB

* Resultados da avaliação d...

* Regras do exame de recurs...

* Atendimento extraordinári...

* Resultados da avaliação d...

* Data de afixação dos resu...

* Questão sobre o exame do ...

* Livros usados baratos na ...

* Exames: controlar a ansie...

* Data limite de entrega do...

* Prazos de inscrição nas c...

* A tristeza é anticientífi...

* Texto para o EXAME. Para ...

* O que é o método quantita...

* Como será o exame? Alguma...

* Aula Teórica de 30 de Mai...

*Arquivos

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Julho 2006

* Junho 2006

* Maio 2006

* Abril 2006

* Março 2006

* Fevereiro 2006

* Janeiro 2006

* Dezembro 2005

* Novembro 2005

* Outubro 2005

* Julho 2005

* Junho 2005

* Maio 2005

* Abril 2005

* Março 2005

* Janeiro 2005

* Dezembro 2004

* Novembro 2004

* Outubro 2004

* Agosto 2004

* Julho 2004

* Junho 2004

* Maio 2004

* Abril 2004

* Março 2004

* Fevereiro 2004

* Janeiro 2004

* Dezembro 2003

*Arquivos

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Julho 2006

* Junho 2006

* Maio 2006

* Abril 2006

* Março 2006

* Fevereiro 2006

* Janeiro 2006

* Dezembro 2005

* Novembro 2005

* Outubro 2005

* Julho 2005

* Junho 2005

* Maio 2005

* Abril 2005

* Março 2005

* Janeiro 2005

* Dezembro 2004

* Novembro 2004

* Outubro 2004

* Agosto 2004

* Julho 2004

* Junho 2004

* Maio 2004

* Abril 2004

* Março 2004

* Fevereiro 2004

* Janeiro 2004

* Dezembro 2003

*Ligações na web

*subscrever feeds

*Amazon usa

*Amazon uk

*Amazon fr

*Grupo da Teoria sociológica do Actor-rede

Clique aqui para aderir ao grupo yahoo da Teoria do Actor-Rede 'actor-network-theory'

Grupo yahoo 'Teoria do Actor-Rede' (Actor-Network Theory)

*Combata o SPAM!

Ajude a Combater o Spam! Clique aqui!

*Rizomando...

Rizomando...Clique aqui!